quarta-feira, 24 de maio de 2017

Experiências na cozinha: Granola Caseira

As granolas estão na moda. Há em todos os supermercados pacotes de granola com variadíssimos ingredientes onde a aveia é a rainha, mas convém ler os rótulos. O açucar está em todo o lado, até mesmo onde menos de espera...

Já fiz granola várias vezes mas estas últimas semanas tenho feito sobretudo para um dos meus filhotes. Os cereais de pequeno-almoço "de compra" são tudo menos saudáveis e ele até é bastante receptivo a estas alterações. Para variar, não segui a receita toda mas as receitas são para isso mesmo.

Fiz assim:

Misturei a um pacote de aveia (para celíacos devem verificar se não tem gluten por contaminação) 50 gr de sementes de girassol, 50gr de sementes de abóbora, 100 gr de nozes partidas grosseiramente à mão, 100 gr de castanhas do Brasil picadas também grosseiramente num processador (usei a Bimby).

Juntei numa taça 4 colh sopa de óleo de coco, 70 ml de mel (usei um mel de confiança) e 1 colh sopa de cacau magro em pó. O mel pode ser substituido por xarope de ácer ou xarope de tâmaras que ē bem mais saudável. Mas para o D aprovar tenho de ir com calma...

Juntei esta mistura à aveia e misturei bem. Vai ao forno por 40m mexendo de vez em quando com um garfo. 5m antes de retirar juntei um pouco de arroz tufado. Retirei do forno e, ainda quente, coloquei cochocate preto 70% partido aos pedaços para que fosse derretendo um pouco e bagas de gogi.

Depois de frio foi para um frasco tapado.

Notas: Numa das granolas não coloquei o cacau em pó nem o arroz tufado. Pus flocos de coco depois de fria e sementes de linhaça antes de ir ao forno. E é isso! Pode-se variar nos ingredientes e dar largas à imaginação... Um conselho: as bagas gogi não vão ao forno porque ficam esturricadas. Ficam com um pequeno almoço saudável e podem misturar nos iogurtes (uso de soja, naturais) ou juntar alguma fruta e comer mesmo assim.

Ficam as fotos:

Granola 1

 



Granola 2 






Cris

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Experiências na cozinha: Grão de Bico crocante

      Fácil, fácil esta receita! Do jeito que eu gosto! Um aperitivo delicioso retirado do livro da Joana Alves do blogue Le Passe Vite, que sigo com muito prazer. Devo dizer-vos que o seu livro está maravilhoso. Folheem-no e digam de vossa justiça...

      E fiz assim: 

      Pré-aqueci o forno a 200 graus e forrei um tabuleiro com papel vegetal. Depois, abri um frasco de grão (cozido é claro!) mas se cozerem grão será melhor... Lavei bem e, num pano lavado, esfregeui o grao delicadamente para sair a maior parte da casca. Juntei numa taça azeite, paprika, sal marinho integral, cominhos, pimenta preta e  tomilho seco. Misturei com o grão e levei ao forno até estar crocante, mexendo de vez em quando. Retirei do forno e retifiquei os temperos com mais um pouco de paprika. 

      Ficam as fotos.



 


Cris

terça-feira, 9 de maio de 2017

Experiências na Cozinha: Requeijão de Amendoa

Já há muito que tenho deixado de lado esta rúbrica do blogue... Tenho feito algumas coisas na cozinha mas, a maior parte das vezes, tenho-me esquecido de tirar fotos. Por acaso esta, de tão fácil e rápida que foi de fazer, teve direito a foto e venho mostrar-vos algo que me agradou muito. 

As minhas receitas têm passado por algo mais alternativo e tenho comido, sempre que posso, comida vegetariana. Por vezes, faço bebidas para o pequeno almoço. Sumos e "leites". A última que fiz foi a bebida de amêndoa porque queria experimentar o "chufamix" mas ela pode ser feita num liquidificador, na Bimby ou noutro processador de alimentos. Depois de bater a água e a amêndoa é só espremer para separar o líquido do resíduo. Há por aí muitos vídeos explicando este processo que é muito simples e não tem grandes segredos. Sei que o resíduo que sobra pode ser aproveitado para fazer bolachas e outras coisas mais mas tenho-o congelado para uma receita que me agradasse mais. E ao pegar no livro da Maria João, da qual sigo o blogue há muito (Clavel's Cook), vi a receita perfeita - o Requeijão de Amêndoa! Resolve o meu problema de manhã ao pequeno almoço porque a maior parte das vezes como um pão escuro com qualquer "manteiga" que tenha.

Basta temperarem o resíduo com um pouco de sal (uso sal marinho integral), pimenta, orégãos, alecrim e alho (ou o que mais quiserem). Fica gostoso e é muito fácil de fazer.



Aqui ficam as fotos: 





Cris