terça-feira, 26 de abril de 2016

Experiências na Cozinha: "Coma Bem, Sinta-se Bem"

Ontem mostrei-vos fotos da Massala de Grão. Hoje traga-vos do mesmo livro as fotos das bolachas de aveia. 

Receitas rápidas e simples de fazer. Como gosto. Para quem não leu o post de ontem, deixem-me que vos diga que fiquei fã das pequenas dicas que este livro nos indica e que podem ser introduzidas no nosso dia-a-dia, fazendo a diferença, entre ter mais ou menos saúde. Deliciem-se com as fotos mas podem acreditar que provando elas são realmente melhores do que parecem. Doces q.b. mas com ingredientes saudáveis. A aveia foi outro alimento que introduzi aos poucos. Se fores celíaco, deves procurar a que indica "sem glúten" porque as outras podem estar contaminadas visto que passam nas mesmas máquinas que o trigo.

Bolachas de Aveia, Banana, Tâmaras (neste caso uvas passas) e Coco.

Aprendi a adoçar os doces que faço com tamaras (há uma pasta de tâmaras concentrada que utilizo também) mas devem ser daquelas "feias" sem brilho (que só faz subir o IG -índice glicémico- no nosso organismo). Mas desta vez não tinha cá. Usei uvas passas (usei 1/3 da quantidade da indicada para as tâmaras) e não foi preciso mais porque levam também três bananas esmagadas. Substituí também o óleo de colza (ando há muito para o comprar!) por óleo de coco.

Receita/Ingredientes

125 gr aveia, 125 gr tâmaras, 40 gr frutos secos picados, 50gr amendoas moídas, 75 gr de coco, 1 colh chá canela, outra de sal, outra de extrato de baunlha, 1/2 colh chá pimenta da Jamaica (não coloquei). Misturar bem.
À parte esmagar 3 bananas maduras e juntar 60 ml de óleo de colza (coloquei de côco). Juntar ao preparado anterior. Misturar bem, formar bolachas e pôr 20m em forno a 175 graus.

Antes do forno...


Depois de 20m no forno... Rápidas e muito boas! A receita rendeu 23 bolachas. Um snack fabuloso para quando nos dá a fome.



sábado, 20 de fevereiro de 2016

Experiências na Cozinha: Brunch de Joana Limão

Ainda a semana passada mostrei-vos aqui algumas receitas que fiz do livro Brunch de Joana Limão. Hoje trago-vos mais uma, desta vez com algumas alterações minhas, o Bolo de Banana e Framboesa. Como o meu filho caçula é alergico aos ovos e ando a (tentar) substituir o açucar, deixo-vos a receita como fiz mas também como é indicada pela Joana.
Ingredientes:
200gr de farinha de amêndoa (Como não tinha fiz com farinha de aveia. Basta triturar a aveia na Bimby ou noutro processador de alimentos).
100 gr de farinha de centeio
2 ovos (substituí por 2 colh. sopa de linhaça moída juntas com 4 colh. sopa de água)
40 gr de açucar mascavado (coloquei 1 colh. sopa mal cheia de agave e um resto de pasta de tamaras que tinha cá em casa. Sabem que as tâmaras são óptimas para adoçar e não fazem subir o índice glicémico?)
3 bananas muito maduras
Sumo de 1/2 limão
1 colh. de café de fermento em pó (devo ter posto um pouco mais)
125 gr de framboesas
Pré-aquecer o forno a 180*. Misturar as farinhas e o fermento. Juntar aos poucos os outros ingredientes à parte e misturar aos poucos as farinhas. No fim envolver as framboesas que se vão esborrachando.
Colocar numa forma de bolo inglês forrada com papel vegetal e vai a forno médio 40m, mais ou menos.
Ficou assim, delicioso, com um travo a banana e pequenos pedaços de framboesa que lhe deram um gostinho muito especial:

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Experiências na Cozinha: Brunch de Joana Limão

Sigo o blogue da Joana (Limonaid) creio que desde o seu início porque cada vez mais tenho consciência que somos o que comemos e que a alimentação tem um papel forte na nossa saúde, quer no que concerne no tratamento de doenças quer na sua prevenção. Adoro comiga vegetariana e, contrariando o que muitos pensam, ela é cheia de sabor e cor. Procuro frequentemente na net receitas que conjuguem esses dois factores. Como nunca fui muito dada a legumes e em casa a famosa salada de alface e cenoura era a mais tipica representante das chamadas "verduras" e sabendo o quanto elas são importantes, fui pesquisando num mundo completamente novo e fazendo alguns workshops para absorver tanta informação.
Não sou vegetariana mas reduzi substancialmente a carne, optando pelo peixe ou por outras alternativas em muitas das minhas refeições. Passei a beber leite vegetal, que faço em casa, e sumos de fruta onde a cenoura, o limão, o gengibre e a hortelã têm um lugar de destaque. Os doces são a minha perdição mas opto sempre que posso por fruta e por chocolate negro com mais de 70% de cacau, evitando os bolos de pastelaria. Sei que o açucar é muito nocivo e, hoje em dia, existem alternativas que o substituem muito bem e sem subir o índice glicémico do organismo. O meu frigorifico ficou cheio de cor, o meu colestrol agradeceu de imediato.
Bom, mas por hoje já me alonguei demasiado, tanto mais que o que vos quero falar aqui é do livro da Joana, Brunch. Como o nome indica, está cheio de pequenos snacks que sendo saudáveis são deliciosos. Marquei com um post-it os que me mais seduziram pela sua rapidez com que se preparam e pelo seu aspecto. Como podem ver o livro está cheio deles, lol!

Hoje mostro-vos fotos das Trufas Cruas de Cenoura e Coco e das Barritas de Sementes e Chocolate que fiz. Simples e fáceis de fazer.


Tenho de experimentar da próxima vez as Panquecas de Maçã e Canela e os Cupcakes de Chocolate e Amendoim...
Para mais informações sobre o livro vejam Editorial Presença aqui!

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Hamburguers de Feijão Preto e Batata Doce com Farinha de Aveia


.
Simples, simples. Como gosto.

Faz-se um refogado com azeite, cebola e alho. Tempera-se com pimenta preta moída na hora, curcuma e salsa fresca picada (ou outra erva a gosto).

À parte lava-se o feijão preto (1 lata) muito bem e esmaga-se grosseiramente (piquei alguns segundos na bimby, vel. 4) e esmaga-se com um garfo uma batata doce grande cozida. Envolvem-se os dois e juntam-se ao refogado. Misturam-se bem com a cebola.

Em cima da bancada deixa-se arrefecer um pouco e vai-se misturando farinha de aveia (focos de aveia na bimby, vel. 9) até a massa ter uma consistência que dê para moldar os hamburguers.

Frita-se em azeite quente só alguns minutos visto que os ingredientes já estão cozinhados. Deu para 7 hamburguers! Comi um e congelei os restantes envolvidos em película aderente. Ficam assim:

quarta-feira, 26 de março de 2014

Experiências na Cozinha: "10 por 10" de Chakall

Muitos de nós chegamos a casa e, cansados de mais um dia de trabalho, queremos despachar o jantar rapidamente. Cá em casa é um pouco assim e gosto de fazer pratos rápidos e, sempre que possível, deliciosos.

Chakall promete-nos isso neste livro: 10 mimutos por menos de 10 euros! Não sei se realmente demorei esse tempo, tanto mais que somos cinco e que a minha malta come imensooooo! Logo, tive de fazer a receita a dobrar!!!
Mas que foi fácil, foi. Escolhi para o almoço de Domingo, "Sandes de Filetes de Pescada".

E fiz assim:

Depois de temperar os filetes com sal (usei sal aromatizado feito na Bimby), pimenta e sumo de limão, fritei-os num pouco de azeite. Virei dos dois lados e quando tostados, coloquei por cima alho e coentros frescos picados. Depois, uma fatia de queijo e rodelas de tomate. Tapei o tacho e deixei o queijo derreter em lume brando. Coloquei cada filete em cima de uma fatia de pão escuro, temperei com pimenta e coentros picados e voilá!

A receita dizia para barrar o pão com maionese. Não o fiz e ninguém sentiu a falta! Todos gostaram. Nem todos conseguiram comer as duas fatias... Eu fui uma delas! Fica-se cheio só com uma, podem acreditar. Acompanhei com tomate cereja.





terça-feira, 11 de março de 2014

Escritores na cozinha com... Anabela Borges

BOLO DE CHOCOLATE DA MÃE E DA INÊS
A Inês adora cozinhar, e gosta sobretudo de fazer bolos, de surpresa, para a irmã, a Beatriz.
O nosso bolo de chocolate é muito simples de fazer: utiliza-se como medida uma chávena almoçadeira e bate-se tudo no liquidificador.

Massa
6 ovos
1 chávena de açúcar
1 chávena de leite morno(a)
1 chávena de chocolate em pó Nesquick
2 chávenas de farinha branca de neve
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (café) de fermento em pó
4 quadradinhos de chocolate culinário
1 colher (sopa) de manteiga

Cobertura
4 quadradinhos de chocolate culinário
1 colher (sopa) de manteiga

MODO DE PREPARAÇÃO:
Vão-se juntando, lentamente, os ingredientes no liquidificador e vai-se batendo a uma velocidade média, até ficar uma massa consistente e fofa. Para que o bolo não fique demasiado doce e para que ganhe um tom mais escuro, colocam-se os quatro quadradinhos de chocolate culinário numa chávena com uma colher de manteiga e põe-se a derreter no micro-ondas, por 2 minutos; acrescenta-se à massa e bate-se novamente, para ficar bem misturado.
De seguida, coloca-se numa forma redonda, previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Vai ao forno a 180ºC, por cerca de 40 minutos, pré-aquecido.
Depois de deixar arrefecer um pouco, desenforma-se o bolo.

Cobertura
Colocam-se os quatro quadradinhos de chocolate culinário numa chávena com uma colher de manteiga e põe-se a derreter no micro-ondas, por 2 minutos. Deita-se esse líquido por cima do bolo. O bolo vai ficar húmido e muito fofo.
Quando eu e a Inês fizemos este bolo, estava uma tarde invernosa de fevereiro. A Beatriz, que estava a estudar para um teste de Geometria Descritiva, cuidou que estava a ter alucinações, com o cheiro inconfundível do bolo a invadir a casa. Ficou muito feliz e achou que tinha o dia ganho. Estudar já nem lhe pareceu uma empresa assim tão inglória. E como é bom viver estes tempos em família!


Até ser Primavera
Primeiro livro da inteira autoria de Anabela Borges, “Até ser Primavera” surge como uma antologia de dez contos onde impera o desespero da condição humana, a dar lugar à esperança na primavera da vida.
Até que ponto as coisas mais simples podem fazer alguém voltar a agarrar-se à vida, ou os mistérios inexplicáveis levam a desistir dela? Como se faz da intriga um modo de vida, ou se vive na cegueira de não ver o que está mesmo à nossa frente? Como justificar um aborto voluntário, ou viver com alguém que te faz a vida num inferno, como aguentar a perda daqueles que mais amamos, ou entender a saudade arrebatadora no fado do amor, como perdoar, ou gerir arrependimentos? São histórias que, há muito, te acordam o sono, te preenchem as memórias e te povoam os dias inquietos, para ler e refletir. Vale a pena acreditar na primavera da vida.
Este livro surge como o resultado da atribuição do prémio melhor conto da coletânea Ocultos Buracos, da Pastelaria Studios Editora, e inclui o conto vencedor.

Anabela Borges

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Papas de Aveia com Muesli, Mel e Canela

Este tem sido o meu pequeno almoço e algo se alterou no meu organismo pois a aveia tem funcionado muito bem (eheheh!). Recomendo!

Quem tem bimby prepara rapidamente, quem não tem poderá fazê-lo no fogão...

Esta dose dá para 5/6 vezes. Coloco em duas caixas de vidro com tampa no frigorífico e dura a semana inteira. De manhã, tiro a quantidade que quero comer e aqueço-a no microondas. Por cima deito muesli, canela e um pouco de mel.

Trituro alguns frutos secos (tinha avelãs e amendoas cá em casa e foi isso que usei) na velocidade 9 durante dois ou três segundos. De seguida, junto 150 gr de aveia, 400 gr de leite do dia, 500 gr de água, um pouco de canela,mel e açúcar amarelo. Coloco 9m, 90*, vel 2,5.

Eis a foto: