quarta-feira, 26 de junho de 2013

Escritores na Cozinha... com Cláudia Santos


Frango em molho de cebola, com arroz de agriões e tomate no formo

Esta é uma refeição muito apreciada cá por casa.

O frango, aprendi a fazer com a minha cunhada Fátima. Os tomates são inspiração dos muitos minutos a observar o Jamie Oliver na televisão. O arroz é uma herança da minha avó. É, portanto, uma mistura de influências, um reflexo de quem sou.

Frango em molho de cebola:
Numa travessa, colocar as pernas de frango. Deitar por cima a sopa de cebola e regar abundantemente com água. Levar ao forno (200º durante 40 minutos). Deixar a pele tostar para ficarem mais saborosas.


Arroz de agriões:
Num tacho refogar cebola picada com azeite. Uma vez a cebola amolecida, juntar cenoura cortada aos quadradinhos e os agriões. Envolver e deixar refogar em lume brando. Assim que a cebola começar a ganhar cor e a cenoura e os agriões comecem a ficar amolecidos, juntar o arroz e envolver deixando refogar por uns instantes. Juntar água e sal qb. e deixar cozer em lume brando durante 15 minutos.

Tomate no forno:
Lavar bem os tomates e retirar a parte de cima, por forma a absorver mais tempero. Numa travessa colocar os tomates, temperar com sal fino, alho picado miudinho e óregãos. Regar generosamente com azeite. Levar ao forno (c.200ª durante 30 minutos). Para evitar que faça fumo, tape, sem fechar a travessa com papel de alumínio.

Para nós…uma delícia.

Para acompanhar, nesta altura do ano, sugiro uns belos morangos e um bom vinho tinto. 

Livro “A Chave”

Sinopse
Maria do Carmo Ferreira depara-se, acidentalmente, com um trabalho de investigação
histórica que a leva a viver um delicado enredo familiar e a acordar a sua consciência para uma realidade oposta à sua vida rotineira e confortável. Quando Letícia lhe diz "as coisas estão prestes a mudar. A Maria do Carmo está a viver um momento de esclarecimento. Não se esqueça que o mundo que pensamos que existe pode não ser bem aquilo que de facto é" e depois lhe pergunta "tem a certeza de que está acordada? Tem a certeza de que o seu sonho é mesmo um sonho?" Maria do Carmo sente a sua existência tremer e as suas certezas transformarem-se em dúvidas. A evolução da investigação histórica e a procura de uma resposta para os pesadelos que a atormentam todas as noites, transportam Maria do Carmo para uma viagem de descoberta e de esclarecimento sobre a sua própria existência, que lhe irá revelar uma realidade, para si, impensável.

Sem comentários:

Enviar um comentário